Domingo, 21 Janeiro 2018

Leia mais...

Cidade passará a contar com 204 vagas em abrigos públicos.
Serviço funcionará na Rua Manoel Tourinho, no bairro Macuco.
A cidade de Santos, no litoral de São Paulo, contará com um novo abrigo para pessoas em situação de rua. Com previsão de inauguração para abril, a nova sede da Seção Abrigo para Adultos, Idosos e Famílias em situação de rua (SeAbrigo-AIF) contará com 50 vagas para homens e mulheres.
A nova sede ocupará um imóvel alugado junto à Sociedade São Vicente de Paulo. O prédio, com 650 m², conta com 12 dormitórios, cozinha industrial, refeitório, salas de convivência, entre outros.
O serviço funcionará na Rua Manoel Tourinho, nº 352, no Macuco. A cidade passará a contar com 204 vagas em abrigos públicos e conveniados com a Secretaria de Assistência Social (Seas). Santos também conta com 80 vagas na Seção Acolhimento para Adultos, Idosos e Famílias em Situação de Rua (SeAcolhe-AIF) e 50 lugares conveniados com o Albergue Noturno.

Fonte: http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2015/02/santos-ganhara-novas-vagas-para-pessoas-em-situacao-de-rua.html

Leia mais...

Desempenho de alunos da rede estadual subiu em 2014 em relação a 2013.
Exame tem o objetivo de analisar o sistema de ensino paulista.
Os estudantes da rede estadual de ensino de São Paulo apresentaram uma melhora no Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp), segundo dados divulgados nesta segunda-feira (9) pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo.
As provas foram realizadas em novembro para mais de 2 milhões de alunos (veja ao lado).
Os índices em português e matemática alcançados nas provas em 2014 foram maiores do que os resultados de 2013 para alunos do 5º e 9º anos do ensino fundamental e 3º do ensino médio.
Segundo a secretaria, em língua portuguesa a média subiu de 199,4 para 203,7 pontos para o 5º ano; de 226,3 para 231,4 no 9º ano; e de 262,7 para 265,6 no ensino médio.
Em matemática, as médias subiram de 209,6 para 216,5 no 5º ano; de 242,6 para 243,1 no 9º ano; e de 268,7 para 270,4 no ensino médio.
O Saresp tem o objetivo de analisar o sistema de ensino paulista para monitorar as políticas públicas de educação. A prova é realizada desde 1996 pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo.
As provas do Saresp 2014 foram realizadas nos dias 11 e 12 de novembro para 1,3 milhão de estudantes do 2º, 3º, 5º e 9º ano do ensino fundamental e 3º ano do ensino médio da rede estadual, mais 800 mil alunos das redes particulares Sesi e Centro Paula Souza. Além de português e matemática, o Saresp teve provas de redação e ciências da natureza.
A secretaria ainda não tabulou as médias por escola.

Fonte:http://g1.globo.com/educacao/noticia/2015/02/medias-em-portugues-e-matematica-no-saresp-sobem-diz-secretaria.html

Leia mais...

De acordo com a companhia, veículo ficará no local nesta sexta-feira (6).
Podem ser feitos serviços como alteração cadastral e revisão de consumo.
O veículo da Agência de Atendimento Móvel da Sabesp visitará, nesta sexta-feira (6), o 1º Projeto Verão Saúde Ambiental, localizado na Vila dos Pescadores, em Cubatão (SP). A ação é uma parceria da administração municipal, da Associação de Pescadores "José Tobias Barros" e da Sabesp.
A Sabesp busca com essa iniciativa proporcionar comodidade e facilidade ao acesso do atendimento nesta temporada de verão. No veículo serão oferecidos todos os serviços comerciais de uma agência convencional. O cliente pode obter orientações para economia de água e para o uso correto das redes de coleta de esgotos, além de solicitar ligação de água, ligação de esgoto, alteração cadastral, revisão de consumo, segunda via de conta, entre outros.

A agência móvel atenderá à população das 10h às 16h na entrada principal do bairro Vila dos Pescadores, próximo à Rua Padre Antonio, s/nº. A abertura do evento contará com bebedouro oferecido pela companhia de saneamento para hidratação dos interessados.

Fonte: http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2015/02/agencia-movel-da-sabesp-atende-regiao-da-vila-dos-pescadores.html

Leia mais...

DaCosta foi considerado o melhor cartunista de São Paulo em 2014.
Ele precisa arrecadar R$ 9.500 para publicar “O berro da Ovelha Negra”.
O cartunista, ilustrador e professor Osvaldo DaCosta iniciou uma campanha de financiamento coletivo (crowdfunding) para publicar o seu primeiro livro: “O berro da Ovelha Negra”. DaCosta foi considerado o melhor cartunista de São Paulo em 2014, no Troféu Ângelo Agostini, concedido pela Associação de Quadrinhistas e Cartunistas do Estado de São Paulo.
Aos 58 anos, DaCosta nunca publicou um livro. “O berro da Ovelha Negra” é fruto da dissertação de Mestrado em Comunicação pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul e conta a trajetória do jornal Ovelha Negra, publicado em São Paulo na metade da década de 70. O livro é o resultado de cinco anos de pesquisas sobre o assunto.
O Ovelha Negra foi uma publicação de resistência à ditadura militar e que privilegiava o trabalho de cartunistas e ilustradores. O veículo foi ícone da imprensa nanica e alvo da censura. O Ovelha Negra focava o desenho de humor, o que foi considerado uma inovação para o período. O jornal deixou de existir após oito edições.
A campanha de financiamento coletivo tem como meta arrecadar R$ 9.500, que custeará todo o processo de produção e lançamento do livro. Ainda restam 33 dias. As recompensas incluem, além do livro do cartunista, outras obras literárias, pôster, camisetas promocionais e uma xilogravura.

Autor
DaCosta tem mais de 30 anos de carreira. Atuou em agências de publicidade em São Paulo, além de passar pelos principais jornais da Capital, e publicou em revistas da Editora Abril. Radicado em Santos, DaCosta venceu duas vezes o Salão de Humor de Piracicaba, foi premiado por duas vezes no PortoCartoon, em Portugal, além de salões na Espanha e no Irã.

Atualmente, DaCosta dá aulas na Universidade Santa Cecília (UniSanta) e na Escola Oficina, ambas em Santos. Ele é um dos organizadores do Sketchcrawl Santos, maratona bimestral de desenhos que acontece na cidade desde 2009.

Fonte:http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2015/02/cartunista-radicado-em-santos-lanca-campanha-para-publicar-livro.html

Leia mais...

Polícia acredita que aparelho pode trazer novas informações sobre o caso.
Estudante foi morto na noite de terça-feira (3) em Santos, SP.
O telefone celular do estudante Matheus Demétrio Soares, de 19 anos, morto na noite de terça-feira (3) em frente à Universidade Santa Cecília (Unisanta), em Santos, no litoral de São Paulo, foi encaminhado para análise no Instituto de Criminalística (IC), na capital paulista.
O jovem cursava o 2° ano de Sistemas da Informação. Ele foi alvo de um disparo pelas costas na Rua Oswaldo Cruz, no bairro Boqueirão, em frente às dependências da unidade de ensino. Viaturas da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram deslocadas até o local para prestar atendimento, mas não houve tempo para o resgate. O jovem não resistiu e morreu.

A polícia acredita que o celular pode conter informações úteis para ajudar a elucidar o caso. “O telefone da vítima foi encaminhado para o Instituto de Criminalística, em São Paulo, para que essa análise seja feita. Lá eles vão tentar desbloqueá-lo, para ter acesso a informações que podem, de alguma forma, auxiliar nas investigações”, explica o delegado Luiz Ricardo Lara, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG).
Segundo o delegado, a polícia segue atrás de novas pistas, tendo em vista que as imagens das câmeras de monitoramento não flagraram o suspeito atirando contra Matheus. A investigação trabalha com algumas hipóteses e, uma delas, é a de crime passional. Segundo uma prima da vítima alguns amigos que estavam com Matheus no momento do crime revelaram aos familiares que ele teria sido morto por ciúmes.
No entanto, Lara conta que o depoimento da jovem que teria um relacionamento amoroso com Matheus, e poderia ter sido o pivô da morte, não trouxe novos indícios para o caso. “Colhemos o depoimento dela, mas não foi algo que nos trouxesse novas informações que ajudassem no trabalho da equipe de investigação”, destaca.
Retrato falado
A DIG divulgou, nesta quinta-feira (5), o retrato falado do suspeito de ter atirado e matado Matheus. Ele foi feito baseado no relato de três pessoas que estavam no local no momento do disparo.
A polícia já ouviu mais de dez testemunhas e, apesar de ter descartado logo no início um possível latrocínio – roubo seguido de morte –, a real motivação do crime ainda não é conhecida. "Várias pessoas já foram ouvidas, mas sem a identificação de quem praticou o crime, fica difícil apontar a motivação. É prematuro elaborar a linha A, B ou C. Trabalhamos com várias hipóteses. Acreditamos que o retrato falado poderá ajudar o trabalho de campo, junto com a análise das imagens que foram colhidas", comenta o delegado da DIG.
O retrato foi elaborado por um especialista do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) da capital paulista. A polícia espera a cooperação da população para chegar ao suspeito. "Com esse retrato falado, esperamos contar com a ajuda de pessoas que possam ter algum tipo de informação a respeito. O suspeito tem de 1,70m a 1,75m, é moreno escuro e tem entre 19 e 22 anos, aproximadamente", conclui Lara.

As pessoas que tiverem algum tipo de informação sobre o possível autor do disparo que matou o estudante podem ligar para os telefones 3228-6444 ou 3228-6401. Outra opção é o número 181, do Disque Denúncia. Não é preciso se identificar.

Fonte:http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2015/02/telefone-de-jovem-morto-em-frente-universidade-de-sp-passa-por-pericia.html