Sábado, 20 Janeiro 2018

Após o falecimento do vereador e presidente Marcus De Rosis, o vereador Manoel Constantino que é morador do Rádio Clube, pela segunda vez é o presidente da câmara de Santos.

Leia mais...

Novo requerimento do vereador prof. Igor Martins (PSB) entregue essa semana durante sessão na Câmara, cobra do setor competente explicações sobre a Empresa Foccus – Gerenciamento de Resíduos, instalada na Rua Jaime Mahane, na Vila Jorge, Zona Noroeste da cidade.

“Há quase um ano venho cobrando informações sobre o alvará de funcionamento e se algum setor da prefeitura já fez vistoria no local. Essa empresa está causando sérios danos à saúde dos moradores e alguma coisa precisa ser feita”, esclarece o parlamentar.

As respostas evasivas que chegaram ao gabinete em relação aos dois requerimentos enviados há quase um ano são que os fiscais da Secretaria de Finanças durante inspeção constataram que a empresa exercia atividades com entrada do estabelecimento pela Avenida Nossa Senhora de Fátima e que foi emitida intimação para encerramento das atividades. Uma nova data para voltar ao local também estaria programada. Já a segunda resposta, enviada no dia 21 de outubro passado, a Secretaria de Finanças informou que existe um processo administrativo referente ao alvará de licença, em andamento, e que estariam verificando quais as atividades efetivamente realizadas.

A empresa instalou um depósito de resíduos de construção numa área residencial e os moradores reclamam não só do barulho e das rachaduras nas casas entorno do terreno, provocado pelo tráfego de veículos pesados que circula dentro da empresa, mas, principalmente,  da poluição do ar no local. Eles afirmam que algumas pessoas estão com problemas respiratórios.  A proliferação de bichos, como ratos e baratas, também é outro problema que aumentou muito depois da instalação da Empresa Foccus no bairro.

O vereador prof. Igor Martins que esteve essa semana no bairro conversou com alguns moradores e espera, em breve, dar um retorno. “Eles estão indignados com essa situação e com essa falta de respostas”, finaliza o parlamentar.

Leia mais...

VEREADOR SOLICITA ESTRUTURAÇÃO DE SALA NA ZN


O pilates tem se mostrado um dos mais completos exercícios para o quem deseja evitar vários tipos de doenças. Dentre outros tratamentos, sua prática tem ajudado milhares de pessoas na cura de males que afetam a vida moderna como o estresse e doenças cardiovasculares. Também é recomendado para quem tem escoliose, osteoporose, artrite e escoliose múltipla.

Mais que um exercício, o pilates é uma filosofia de vida. Pode ser praticado por pessoas dos 8 aos 80 anos e é considerado uma atividade física das mais completas. Inclusive, as ofertas dos serviços se multiplicam nas academias e clínicas de fisioterapia do município.
Todavia, para muitos, os custos para freqüentar as aulas particulares, tornam a prática inviável.

Pensando nisso, o vereador MANOEL CONSTANTINO, como projeto piloto, através da indicação nº 528/2015, solicitou a administração municipal que estruture, com os equipamentos necessários, uma sala no Complexo Esportivo da Zona Noroeste, para disponibilizar a prática do pilates com aparelhos à população interessada ou encaminhada por recomendação médica.

O foco da propositura é a prevenção de doenças e a reabilitação física do indivíduo. As aulas devem ser ministradas por profissional habilitado e, conforme pedido, disponibilizado de manhã, de tarde e de noite com flexibilidade de horário. Apesar da modalidade com aparelhos ser mais completa - objeto da indicação - CONSTANTINO frisou que, “se a administração achar por bem começar a ministrar, a princípio, aulas de pilates de solo, já será um grande avanço.”

Leia mais...

Muitos Santistas estão divididos e ainda não entendem como será o voto distrital.
A maioria dos candidatos a vereadores, os que tem menos votos e pouco dinheiro pra gastar, estão mais felizes, pois a maioria luta por seu território onde vivem.
Leia mais...

Prometido como solução para os problemas de enchentes na Zona Noroeste da cidade e peça publicitária de sucessivos governos municipais, o projeto 'Santos Novos Tempos' continua muito longe de se tornar realidade. Iniciada há um ano e meio e orçada em R$ 1,4 bilhão, a obra mal sai do lugar e a população continua sendo castigada com os alagamentos. Cansado da lentidão da Prefeitura e das empresas contratadas, ontem apresentei um Requerimento de Informações na Câmara, com 22 questionamentos ao Governo Municipal referente à contratação e execução dos serviços.

Leia mais...