Domingo, 25 Fevereiro 2018

No Dia do Feirante, celebrado terça (25) em todo o País, os 245 permissionários que atuam nas 22 feiras-livres da cidade têm o que comemorar. Segunda (24), a Prefeitura encaminhou à Câmara o projeto de lei complementar que institui o Inova Feira – Programa de Modernização, Padronização e Planejamento do Sistema de Feiras-Livres do Município. O objetivo é o fortalecer a atividade comercial e garantir maior comodidade dos consumidores.
Após aprovação pelo Legislativo, a proposta será regulamentada por meio de decreto. Um dos destaques é a autorização de publicidades nas barracas, cujos recursos obtidos deverão ser destinados prioritariamente para a aquisição de mobiliários e equipamentos, como novas lonas, balanças, uniformes, entre outros itens. Também está prevista a qualificação profissional aos permissionários e funcionários, com cursos de manipulação de alimentos e de atendimento ao cliente e ao turista.

REPRESENTANTES
A assinatura do projeto de lei pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa ocorreu na tarde de segunda (24) em seu gabinete, na presença de representantes do sindicato da categoria, integrantes da comissão que elaborou a proposta com a administração e outros feirantes.
“A ideia não é só a feira como um ponto comercial, mas como um ponto turístico. O objetivo principal é melhorar para o freguês”, complementa o presidente do Sindicato dos Feirantes de Santos, Daniel Valente, citando como medidas para isso a distinção dos tipos de barracas por cores e a promoção de atividades de saúde e lazer. “O projeto vai abrir a porta da modernidade para as feiras. Tudo que pedimos está sendo atendido”, ressalta Maria Emília de Oliveira Senra, 52, feirante há 30 anos.


SAIBA MAIS
As feiras-livres estão entre as atividades mais antigas do mundo e, no Brasil, foram formalizadas há 101 anos. A data é referência ao ato n° 710, de 25 de agosto de 1914, do então prefeito de São Paulo, Washington Luís. Em Santos, passaram a funcionar de forma organizada em 1923, apesar do ajuntamento de barracas existir desde meados do século 19.

Diretrizes do projeto
Qualificação e formação profissional dos feirantes e seus funcionários.
Infraestrutura externa e interna com relação às questões de higiene e de abastecimento de água e energia.
Adequação e padronização do mobiliário das atividades dos feirantes e de atendimento ao consumidor.
Abastecimento e regulação do mercado de produtos hortifrutigranjeiros, cereais, produtos alimentícios industrializados ou já processados para consumo, pescados, aves batidas, utensílios domésticos, roupas, brinquedos, armarinhos, bijuterias e artesanato.
Qualidade dos produtos e segurança alimentar e nutricional dos consumidores.
Sustentabilidade e preservação dos recursos naturais.

MARCELO MARTINS_9588
Valores culturais, sociais e históricos e de fomento ao turismo local.

Leia mais...

Mais de 200 alunos, de seis a 17 anos, de aproximadamente 40 escolas municipais, estaduais e particulares de toda região, marcaram presença neste sábado (15) na Ume Professora Maria de Lourdes Borges Bernal, na Zona Noroeste. Ali aconteceu a 4ª Etapa do Circuito Metropolitano de Xadrez, com organização da Ong Caminho do Sol e do Clube de Xadrez de Santos.
O evento foi realizado com cinco rodadas no sistema suíço de xadrez, partidas de aproximadamente de 20 minutos, divididas em quatro categorias masculina e feminina: sub-8, sub-10, sub-13 e sub-17. Considerado uma estratégia pedagógica para facilitar o aprendizado por estimular o raciocínio lógico, a criatividade e a concentração, o xadrez vem encantando os estudantes.
Gyovanna Vasques, de 10 anos, há quatro treina duas vezes por semana na Borges Bernal, onde o projeto ‘Xadrez na Escola’, da Secretaria de Educação, existe desde 2002. “Adoro jogar e quando comecei, senti que minha atenção melhorou”, explicou. Ela já foi campeã metropolitana e alcançou a 17ª colocação no campeonato mundial escolar.
Os familiares também compareceram à escola para apoiar os alunos. Cássia Sá, mãe de Vitor, de 10 anos, era um deles e acredita que o xadrez auxilia em tudo. “Meu filho sempre foi muito agitado e o jogo deu mais concentração a ele”.
Para a diretora da unidade que abrigou a 4ª etapa, Maria Cristina dos Santos, a realização do campeonato é fundamental. “É muito importante porque estimula o esporte de competitividade e de rendimento, que é saudável, e dá a oportunidade dos alunos conviverem com outras crianças e adolescentes de outros municípios”.
Na unidade Borges Bernal, dos 540 alunos, 98 optam pelo jogo como atividade no contra turno. Atualmente, o projeto ‘Xadrez na Escola’ também é desenvolvido nas unidades Padre Leonardo Nunes e Dr. Fernando Costa. A 5ª etapa do campeonato acontecerá em setembro no Colégio do Carmo.

Leia mais...

foto prefeitura de santos.

Com um erro de comunicação, a Árvore que nós da ZN publicamos, o proprietário da empresa deu ordem para que o seu funcionário arrumasse o erro de "acimentar" a árvore. No mesmo dia, após conhecimento da nossa Colaboradora Ani, que nos alertou sobre assunto, publicamos.

Coerente o empresário no mesmo dia recuperou a calçada, dando vida novamente as três árvores da calãda na Avenida Nossa Senhora de Fátima.

Leia mais...

A antiga policlínica da Areia Branca já foi ao chão. Agora é esperar a concretização para que em Novembro de 2016 seja entregue aos moradores do Bairro.
A Policlínica é super importante aos moradores principalmente quem faz o pré natal. Estaremos acompanhando as obras.

Leia mais...

Pelo menos três árvores na Avenida Nossa senhora de Fátima próximo ao número 903 que colocaram cimento ao redor dela toda. Morador vizinhos ficam inconformado pela vida da árvore que pode morrer. Existe uma empresa nessa calçada. Não sabemos se a empresa foi responsável pelo acimentado, mas esta em sua calçada.
A realidade é que árvore não pode ficar como esta. E a o Meio Ambiente precisa tomar conhecimento.
Obrigado a nossa colaboradora Ani Anjos
Leia mais...