Segunda, 21 Agosto 2017

Desabafo da sua filha Katia, no qual sua mãe precisa de atendimento com urgência.

Minha mãe está internada no ps da zn desde 19/05 precisando de uma vaga urgente em outro hospital que tenha
referência em vascularizacao, ja foi pedido vaga 0 e passou pela Santa Casa onde a cirurgiã vascular fez
avaliação e não autorizou a internaçao retornando para o ps da zn novamente, foi pedido vaga de novo e estamos
aqui aguardando, o caso dela é de DAOP FONTAINE 4 com necrose no dedão do pé esquerdo, a medica da Santa Casa
disse que esse dedo não tem como salvar, estamos preocupadas em essa necrose acabar subindo para os pés e perna,
fomos orientadas em até chamar a Polícia e irmos ao fórum pedir uma liminar para conseguir essa vaga. Gostaria
de saber se no HGA tem essa parte de vascular e se a Central de vaga pode transferir pra lá.

Leia mais...

Febre amarela: vacina deve ser tomada apenas por quem vai viajar para áreas endêmicas

Em razão do atual surto de febre amarela que acomete alguns estados, a Secretaria de Saúde esclarece que não há risco de transmissão da doença no Município. A vacina deve ser tomada apenas por pessoas que viajarão para áreas endêmicas, não sendo necessária a imunização total da população.

“A doença é transmitida por mosquitos Haemagogus e Sabethes, que vivem na beira de rios e nas matas, não havendo ocorrência em Santos. Portanto, não há motivo para pânico”, orienta a chefe do Departamento de Vigilância em Saúde, Ana Paula Valeiras.

Munícipes que pretendem viajar para regiões silvestres, rurais ou de mata do País, como Tocantins, Goiás, Pará, Distrito Federal, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul, devem se vacinar de segunda a sexta-feira nas seguintes unidades: Policlínica da Vila Mathias (Rua Xavier Pinheiro, 284), das 10h às 14h, ou na Policlínica da Aparecida (Av. Pedro Lessa, 1.728), das 12h às 16h. É preciso levar documento oficial de identificação com foto ou certidão de nascimento (no caso de menores).

O viajante precisa estar vacinado com no mínimo dez dias de antecedência da data da viagem. Crianças a partir de 9 meses, que moram ou vão viajar para área endêmica, devem tomar a vacina e receber reforço aos quatro anos. Adultos precisam tomar uma dose, com reforço único após 10 anos.

A vacina não é recomendada para crianças com menos de 6 meses, pessoas com doenças que baixam a imunidade – como lúpus, câncer e HIV – nem para quem tem mais de 60 anos, grávidas e alérgicos a gelatina e ovo. Até o último dia 19 foram aplicadas 1.210 doses. Anteriormente, média mensal girava em torno de 350.

Certificado Internacional

Na Policlínica da Aparecida, onde está instalado o Centro de Orientação ao Viajante, é emitido o Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP), documento obrigatório para entrar inclusive em alguns países, garantindo a viagem com segurança. Ele é emitido na hora, após a vacinação. Quem já estiver com a carteira de vacinação atualizada pode apresentá-la no local provando a imunização. Para emissão do CIVP basta ter uma dose.

Mais recomendações

Além da vacinação, quem planeja turismo rural, pescaria, visitação de reservas naturais, parques ecológicos, cachoeiras, rios, florestas ou parques urbanos deve adotar outras medidas de prevenção, como utilizar roupas que protejam todo o corpo (sapato fechado, camisa de manga longa e calça comprida), repelentes e evitar ou reduzir a exposição no horário de maior risco (9h às 16h).

Leia mais...

A sífilis congênita, transmitida da mãe para o filho durante a gestação ou no momento do parto, é tema de Jornada Regional organizada pela Secretaria Municiapal de Saúde nesta quinta-feira (27), no auditório do Departamento Regional de Saúde (Av. Epitácio Pessoa, 415 – Aparecida). A transmissão vertical da doença apresenta ligeira queda em Santos se comparado ao ano passado, com diminuição maior no caso das gestantes acometidas pela doença.

A enfermidade, no entanto, preocupa. Nesta semana, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, divulgou que o Brasil vive uma epidemia de sífilis.

Voltada aos profissionais da área de Saúde, a Jornada tem o objetivo de sensibilizar com relação à importância do diagnóstico, tratamento e controle da doença, que é transmitida por meio de relação sexual desprotegida ou da mãe para o bebê. A prevenção é feita com o uso de camisinha. Já a sífilis congênita pode ser detectada ainda durante o pré-natal e, se diagnosticada no primeiro trimestre de gestação, as chances de proteger o bebê da doença são maiores.

A rede pública de saúde oferece testes rápidos para a detecção da sífilis no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), no mesmo imóvel onde é feito o tratamento da doença. As gestantes em pré-natal também realizam exame para detectar a doença.

O CTA fica na Rua Silva Jardim, 94, Vila Mathias. Funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. O telefone é 3229-8797.

Leia mais...

Aula gratuita mostra como tratar e identificar o Transtorno Opositivo-Desafiador (TOD)

Toda criança tem seus momentos de birra. Mas há casos em que elas vão além dos limites, mostrando-se extremamente desafiadoras para pais e professores. Pode não ser características de alguém mal-educado ou de personalidade forte, mas, sim, de Transtorno Opositivo-Desafiador (TOD). Para esclarecer melhor o assunto, a Neuro Saber (www.neurosaber.com.br) vai realizar aula gratuita sobre o tema no dia 31 de outubro.

Totalmente online, a conversa servirá para esclarecer aos pais e professores sobre o que é e como diagnosticar o TOD, além de dar detalhes sobre como é feito o tratamento. Quem irá ministrar a aula será o neuropediatra Dr. Clay Brites, pesquisador e doutorando do Laboratório de Dificuldades e Distúrbios da Aprendizagem e Transtornos de Atenção (Disapre), da UNICAMP.

Brites diz que é frequente observar nessas crianças com TOD um descontrole emocional, além de terem um perfil de discussão frequente com os adultos, desafiando e se recusando a seguir regras. “Não reconhecem erros e se ressentem demais chegando a agir de forma vingativa”.

- Ele pode ocorrer em qualquer pessoa, porém é mais comum em pacientes com Transtornos do Espectro Autista (TEA), Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) ou em pacientes com transtornos de Humor - explica.

O resultado? O neuropediatra diz que elas costumam ser discriminadas, perdem oportunidades e desfazem círculos de amizades. Não raro, sofrem bullying e são retiradas de eventos sociais e de programações da escola por causa de seucomportamento difícil. “Os pais evitam sair ou passear com elas e muitas vezes as deixam com parentes ou em casa”.

Sobre a Neuro Saber

O projeto nasceu da necessidade de auxiliar familiares, professores, psicólogos, fonoaudiólogos, psicopedagogos, terapeutas ocupacionais, médicos e demais interessados na compreensão sobre transtornos de aprendizagem e comportamento. A iniciativa tem como objetivo compartilhar informações valiosas para impactar as áreas da saúde e educação, além de unir especialistas do Brasil e do exterior.

Leia mais...

 

De fato estamos cercados de pessoas tóxicas.

Pessoas que são egocêntricas, manipuladoras, interesseiras, arrogantes, rancorosas, amarguradas, mal amadas, invejosas ou fracassadas, que não conseguem ver o sucesso ou a felicidade alheia. Enfim, pessoas sombrias que minam os relacionamentos e amizades com intrigas, críticas excessivas, falta de consideração e respeito pelo outro e abusos verbais ou físicos. Pessoas muito perigosas de se conviver.

Essas pessoas tóxicas acabam, de alguma forma, nos envenenando. Direta ou indiretamente, acabamos agindo por influência delas, seja com atitudes ou omissões. Muitas vezes acabamos agindo por impulso para evitar essas pessoas, ou, na pior das hipóteses, acabamos agindo da mesma forma. São pessoas nocivas, intoxicando nosso comportamento e nos levando a agir e a tomar decisões que, em outras circunstâncias poderiam ser completamente diferentes.

São tóxicas, porque conseguem despertar o que há de pior dentro de nós, não apenas no sentido de maldade ou crueldade, mas no sentido de perdermos a identidade, a autonomia, a energia, a iniciativa e o poder de decisão. Ficamos estagnados, hipnotizados, paralisados. São verdadeiros vampiros, sem Luz própria, que consomem nossa energia vital, que exploram e manipulam pessoas de acordo com os seus interesses e vivem às custas da energia dos outros para se sustentarem.

Tóxicas são aquelas pessoas que sabem tudo a respeito da vida das outras pessoas, mas não conseguem administrar a própria vida. Sabem dar conselhos como ninguém tem um discurso lindíssimo para o mundo lá fora, mas que, na vida pessoal, nos bastidores, na vida íntima, são pessoas frustradas, isoladas, verdadeiras ilhas no meio da sociedade, que não tomam para si os próprios conselhos.

Sabem olhar de fora, apontar defeitos, problemas, erros. Mas não sabem participar, não conseguem enxergar os próprios problemas ou defeitos. Apontam os erros alheios para, de certa forma, esconder os seus próprios. São os “sabe-tudo” e só a sua forma de pensar é que está certa. Não suportam ser contrariados e confrontados. Quando o são, perseguem a pessoa até “livrarem-se” dela ou então se vingam. Seu ego é superlativo para compensar a sua extrema falta de Amor-Próprio. Usam as pessoas conforme seus interesses e, quando estas discordam de suas ideias, são descartadas e eliminadas, sem a menor consideração.

toxicidade reside exatamente no fato de não nos darmos conta de que estamos sendo manipulados ou influenciados. Ficamos hipnotizados, fascinados, imersos numa imensa ilusão, até o dia em que despertamos e tomamos consciência de que estamos muito mal, morrendo por dentro, e que algo urgente necessita ser feito. Um corte para a nossa libertação, para resgatar a nossa sanidade, saúde, alegria de viver.

Em nossa busca pela felicidade, por tudo aquilo que nos traz bem-estar e alegria, o grande segredo é não se deixar influenciar, se afastar e evitar a convivência com esses tipos. Isso não significa alimentar sentimentos negativos dentro de si com relação a eles, mas de preferência visualizá-los felizes e agradecidos em sua vida, emanando energias e vibrações positivas.

Reflita, você convive intimamente com alguma pessoa tóxica, seja na família, no trabalho, ou nas “amizades”?

Tenha cuidado, afaste-se, fique longe o quanto antes dessas pessoas.

Cuide-se, preserve-se, seja você mesmo, seja pleno e feliz.

E acima de tudo sempre perdoe essas pessoas, muitas vezes, elas não tem consciência de seus próprios malefícios.
fonte;https://osegredo.com.br/2015/03/afaste-se-de-pessoas-que-lhe-fazem-sentir-se-mal/

Leia mais...