Domingo, 21 Janeiro 2018

Leia mais...

A Humulus lupulus (lúpulo) é uma liana europeia pertencente à família cannabaceae, a mesma da maconha. É uma espécie de vegetal predominante de regiões frias. O lúpulo é considerado uma planta trepadeira. Suas espécies femininas são responsáveis por produzir inflorescências globulosas – em formato de uma pinha – quando o fruto está amadurecido. Segundo relatos históricos, hebreus antigos usavam essa planta na tentativa de evitar o crescimento da peste bubônica (peste negra).
Benefícios
Indicado principalmente para auxiliar no tratamento de transtornos como agitação, ansiedade, perturbações do sono e até mesmo como agente antiespasmódico em situações de cólicas menstruais, o lúpulo também possui eficácia contra vários outros problemas que afetam a saúde humana. Confira:
Anorexia
Diarreia
Caspa
Cistos
Dismenorreia
Dores de cabeça, de dente, de estômago, de ouvido, entre outras
Erupção cutânea
Feridas
Flatulência (gases intestinais)
Histeria
Indigestão
Lepra
Tosse
Tensão
Tuberculose
Tumores
Doença de Crohn
Inquietude
Irritação intestinal
Lúpulo e suas propriedades
Dotada de inúmeras propriedades medicinais, essa planta é age como potente anódino, anafrodisíaco, antibacteriano, antiespasmódico, antisséptico, diurético, fitoestrogênio, febrífugo, galactagogo, emenagogo, laxante, hipnótico, nervino, relaxante muscular, soporífero, tônico amargo e sedativo.

Receita
Para fazer o chá de lúpulo utilize os cones da erva, aqueles semelhantes a flores. Adicione em uma xícara com água fervente uma colher das de chá com o lúpulo e deixe descansar por cerca de 10 minutos. Em seguida coe e beba, de preferência antes e dormir.

Efeitos adversos e contraindicações
Sonolência e diminuição da libido são os principais efeitos colaterais que podem ser causados pelo consumo em excesso do lúpulo. Essa erva é contraindicada para mulheres gestantes e também durante o período de amamentação, além de pessoas com câncer e diabéticos.

Fonte:http://www.remedio-caseiro.com/cha-de-lupulo-beneficios-e-propriedades/

Leia mais...

Número dos que declararam ter tido mais de dez parceiros sexuais cresceu para 44%
Pelo menos 45% dos brasileiros declararam que não usaram camisinha nas relações sexuais casuais nos últimos 12 meses, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira (28).

Ainda de acordo com o governo, 94% afirmaram que sabem que o preservativo é a melhor maneira de prevenir o contágio da Aids.

A pesquisa do ministério mostra também que houve um crescimento significativo de pessoas que relataram ter tido mais de dez parceiros sexuais na vida. O percentual subiu de 19%, em 2004, para 26% em 2008, chegando a 44% no ano de 2013.

O Governo Federal também anunciou hoje que distribuirá gratuitamente 70 milhões de preservativos em todo o país durante o Carnaval, para prevenir o contágio de Aids e de outras doenças sexualmente transmissíveis.

O número de preservativos supera ligeiramente os 68,6 milhões distribuídos no Carnaval de 2014, segundo informou o Ministério da Saúde.
Os preservativos serão oferecidos em lugares estratégicos, como os aeroportos de Rio de Janeiro, Salvador e Recife, as cidades que recebem mais turistas nessa época do ano. O Ministério da Saúde informou que nos últimos cinco anos distribuiu gratuitamente 2,2 bilhões de preservativos em ações permanentes, que não se limitam aos dias de Carnaval.

A epidemia de Aids está estabilizada no País com uma taxa de detecção de 20,4 casos por cada 100 mil habitantes, o que representa cerca de 39.000 contágios novos ao ano, segundo dados oficiais. O coeficiente de mortalidade se situou em 2013 nos 5,7 casos por cada 100 mil habitantes.

Fonte:http://noticias.r7.com/saude/quase-50-dos-brasileiros-nao-usam-camisinha-28012015

Leia mais...

Conhecido por seu sabor suave e aguado, o pepino é muito apreciado no preparo de saladas. Pertencente à família das cucurbitáceas, este é considerado um legume de verão, uma vez que causa sensação de frescor quando consumido nessa época do ano. Os pepinos podem, no entanto, ser encontrados em todas as épocas do ano nos mercados, e devem ser inseridos na alimentação para aproveitamento de seus benefícios.

A planta que dá origem ao pepino é uma trepadeira e rastejante anual que apresenta folhas grandes e esverdeadas com aspereza ao toque. Suas flores, monóicas, são amarelas, e a planta prefere climas entre ameno e quente para crescer forte e saudável. Existem, no entanto, muitas variedades de pepino que podem ser consumidas em saladas ou ainda em pratos quentes.
Benefícios
O pepino possui um nível elevado de água, e isso faz com que a quantidade de calorias do alimento seja muito baixa. Esse apresenta muitos nutrientes benéficos para a saúde, podendo ajudar no tratamento de doenças quando inserido na alimentação.

Rico em fibras, o legume ajuda a regular o funcionamento do intestino, além de ajudar no emagrecimento. Com vitamina C, provitamina A, vitamina E, vitamina K, vitamina B, e muitos minerais, os pepinos ajudam a hidratar, pois 97% de seu peso corresponde à água. Isso faz com que seja um excelente diurético, tendo seu consumo indicado para eliminar excesso de líquidos e de gordura no organismo.

Pode ser indicado para tratamento de altos níveis de ácido úrico, para quem sofre com a hipertensão ou ainda com a retenção de líquidos. Quando mastigado corretamente – pois caso contrário pode ser bastante indigesto –, ajuda a reparar a mucosa intestinal, ajudando a proteger o estômago.

Com nível glicêmico insignificante, o pepino atua na produção das células responsáveis pela síntese de insulina no corpo, as células beta. O fitonutriente conhecido como cucurbitáceas, é um excelente combatente das células cancerígenas, restringindo os seus metabolismos.

Pode ajudar ainda a reduzir as artrites e dores reumáticas, pois é rico em sílico – relacionada ao reforço dos tecidos conjuntivos.

Como consumir?
Mantendo o pepino sob refrigeração, ele estará pronto para ser consumido em um período mais extenso. Em outros ambientes, tendem a estragar. Lave bem o alimento antes de consumir, pois isso poderá impedir o contágio por parasitas que são responsáveis pelas doenças que vimos.

O pepino vem sendo usado também na indústria dos cosméticos como ingrediente chave condicionador e hidratante natural. Você pode fazer um purê para aplicar à pele e mantê-la hidratada e sempre saudável.

Fonte: http://www.remedio-caseiro.com/os-varios-beneficios-do-pepino/

Leia mais...

A avelã, muito usada em confecções de doces como Nutella e trufas de chocolate, vem de uma árvore que recebe o mesmo nome e possui um sabor muito peculiar que é popularmente usado para acrescentar sabor aos cafés e licores. A Turquia, seguida da Itália e dos Estados Unidos, são os três países que mais produzem avelã no mundo todo.

A árvore pertence à família das Betulaceae, e também é conhecida como aveleira. Com altura entre 3 e 8 metros, a árvore produz o fruto, que pode ser consumido ao natural, na forma de óleo, ou ainda como adição à pratos e sobremesas. A noz, produzida em cachos que podem ter até 5 delas, é usada no consumo, trazendo muitos benefícios para a saúde de quem as insere na alimentação.
Os benefícios e as propriedades
A avelã atua como um excelente adstringente, antidiarreico, cicatrizante, nutritivo e depurativo. Graças à essas propriedades, pode ser usada no tratamento de convalescença, desnutrição, diarreia, inflamação intestinal, feridas, ulceração e na cicatrização de úlceras, chagas e ferimentos da pele.

Quando consumida, devido à riqueza em gorduras insaturadas – a gordura boa – é excelente para o coração. Ajuda a reduzir o colesterol ruim e a aumentar o bom, além de fornecer magnésio – responsável por regular os níveis de cálcio que, quando desregulados, podem causar batimentos irregulares do coração. Além disso, com a quantidade de cálcio regulada, as contrações musculares são estimuladas, fazendo com que os músculos relaxem quando não são necessários. Esse processo é auxiliar no alívio de tensões musculares, dores, espasmos, fadiga e câimbras.

Por ser rico em vitamina E, o fruto pode ser usado ainda como método de prevenção contra o câncer na bexiga. Essa vitamina, em uma xícara de avelã, tem 86% da dose diária recomendada, atuando ainda na proteção da pele contra a radiação ultravioleta – que, em seus efeitos nocivos, pode causar câncer de pele e envelhecimento precoce.

São ricas ainda em manganês, vitaminas B1, B2, B3, B5, B6 e B9, e ajudam no combate às doenças do sistema nervoso, como a depressão, a ansiedade e o estresse, além de melhorar o funcionamento da memória e de todo o sistema nervoso.

Como consumir?
A avelã deve ser consumida em sua forma natural, torrada ou ainda com mel, mas pode ser usada ainda na fabricação de pastas, bombons, sorvetes, tortas e muitos outros doces. O óleo é frequentemente usado na indústria dos cosméticos na fabricação de hidratantes para a pele e shampoos.

Fonte: http://www.remedio-caseiro.com/beneficios-da-avela-para-a-saude/

Leia mais...

Alimentos são ricos em substâncias antioxidantes, explica nutricionista
Nesse verão, aposte em uma alimentação rica em frutas vermelhas e arroxeadas. Além de saudáveis, ajudam a previr doenças como diabetes, doenças do coração e câncer, além de retardar o envelhecimento, segundo explica a nutricionista Letícia Manduca.

— Essas frutas são ricas em antioxidantes, que são substâncias que combatem os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento das células, sendo assim, previnem doenças crônicas.

De acordo com a especialista, as frutas vermelhas as “berries” têm maior concentração da substância.

— A cranberry e a blueberry possuem um valor antioxidante muito alto e são importantes no tratamento contra estrias e flacidez.

Letícia ressalta que consumo dessas frutas, no Brasil, não é muito comum pois, elas são cultivadas em regiões frias como Europa, Estados Unidos e Chile. Portanto, o suco pode ser uma alternativa mais fácil para ter acesso ao alimento.

Fonte: http://noticias.r7.com/saude/frutas-vermelhas-ajudam-a-prevenir-cancer-e-retardar-envelhecimento-28012015