Sábado, 20 Janeiro 2018

Com a ajuda de um guindaste, a Prefeitura instalou nesta quarta-feira (20) três novas passarelas na Av. Jovino de Melo, Zona Noroeste: defronte às ruas Adriano de Campos Tourinho (pedestres), Ten. Américo Moreti e Ézio Testini (pedestres e ciclistas)-  as duas últimas estão liberadas para circulação. As intervenções fazem parte da implantação da ciclovia.

Na sequência será instalada a passarela de pedestres nas proximidades da Rua Carlos Caldeira. “Os serviços continuam com recuperação do talude do canal, preparação de bases das outras pontes e concretagem da ciclovia”, informa o engenheiro Silvio Orefice, da Secretaria de Infraestrutura e Edificações (Siedi), pasta que supervisiona os serviços.  

A ciclovia de 1.550 metros será interligada à pista em construção na Avenida Eleonor Roosevelt (780 metros). As duas obras, integrantes de uma só licitação, totalizam investimento de R$ 5,9 milhões, recursos do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias Balneárias (Dade). 

               

PONTES E PASSARELAS

           O projeto da Jovino prevê intervenção em 17 pontos: construção de seis novas passarelas para pedestres e quatro estruturas destinadas a quem caminha pelo local e a ciclistas. E mais quatro modernos pontilhões que comportarão veículos, pessoas e bicicletas, além do alargamento de três pontes para veículos, já existentes.

A Avenida Jovino de Melo integra a primeira etapa de obras da entrada da cidade, que incluem pavimentação, sarjetas, meio-fios, calçadas acessíveis, pontos de ônibus com nova linguagem arquitetônica e funcional, entre outras melhorias. A via fará a ligação entre a Nossa Senhora de Fátima e a Avenida Beira Rio, futuro caminho até a ponte do Rio São Jorge, segunda etapa das obras.

Leia mais...

A implantação de ciclovia ao longo dos 1.550 metros da Jovino de Melo, na Zona Noroeste, vai revitalizar toda a avenida. O projeto prevê intervenções em 17 pontes e passarelas. Estão sendo preparadas as bases das passarelas de pedestres e a instalação das lajes começa na segunda-feira (18).

Serão construídas seis novas passarelas para pedestres, quatro estruturas destinadas a quem caminha pelo local e a ciclistas; e mais quatro modernos pontilhões que comportarão veículos, pessoas e bicicletas. Além disso, três pontes para veículos, já existentes, serão alargadas.

“Os operários preparam a estrutura de 700 metros de pista, dos dois lados do canal, para receber o concreto”, diz o engenheiro Silvio Orefice, da Secretaria de Infraestrutura e Edificações (Siedi). “ E já foram executados 120 metros de pista em concreto pigmentado”.  

DEMOLIÇÕES

Maquinários de grande porte tomaram conta da Jovino de Melo na semana passada, para demolição de passarelas de pedestres. A escavadora hidráulica foi retirando as partes das passarelas e a máquina retroescavadeira removeu o entulho. As interdições para os serviços foram pontuais.

Como o tempo entre a demolição e reconstrução é muito rápido, não foram montadas passarelas provisórias. Durante a reconstrução das pontes o maior percurso para ir a pé de um lado ao outro da via não ultrapassa 300 metros, distância entre os pontos de ônibus.

ROTA DE LIGAÇÃO

Importante artéria da Zona Noroeste, que serve aos moradores dos bairros Rádio Clube, Castelo, Bom Retiro, Santa Maria, Areia Branca e Ilhéu, a Avenida Jovino de Melo integra a primeira etapa de obras da entrada da cidade. Fará a ligação entre a Nossa Senhora de Fátima e a Avenida Beira Rio, futuro caminho até a ponte do Rio São Jorge, segunda etapa das obras. As intervenções incluem pavimentação, sarjetas, meio-fios, calçadas acessíveis, pontos de ônibus com nova linguagem arquitetônica e funcional; mobiliários urbanos, sinalização de solo e aérea, semáforos com controle operacional e painéis de mensagens variáveis.

 Leia mais...

As inscrições para o Projeto Guri, programa de educação musical gratuito, mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, podem ser feitas até esta sexta-feira (18). Em Santos, crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos incompletos podem se inscrever no Centro Cultural da Zona Noroeste (Av. Afonso Schmidt, s/nº, na Zona Noroeste), local que passa a abrigar as aulas. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30.  

              Para se inscrever é necessário comparecer pessoalmente ao polo, acompanhado por um responsável legal, o qual deve estar munido de Certidão de Nascimento ou RG do aluno (cópia), comprovante de matrícula escolar e/ou declaração de frequência escolar, RG do responsável (cópia) e apresentação do comprovante de endereço para consulta.

             

MODALIDADES

Não é preciso ter conhecimento prévio de música ou possuir instrumentos musicais para participar. Em Santos, os interessados podem optar entre diversas modalidades: percussão, violão, iniciação musical, canto coral, violino, viola, violoncelo e contrabaixo acústico.

              Desde seu início, em 1995, o projeto já atendeu cerca de 600 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

INSCRIÇÕES

Av. Afonso Schmidt, s/nº, na Zona Noroeste

Segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30

Informações: (11) 3874-3353, 3874-3355 ou www.projetoguri.org.br.

Leia mais...

O que seria ao contrário com a falta de recursos do Governo Federal pra continuação do que estava previsto? Quem paga isso são os moradores da Rua Haroldo de Camargo que vivem perdendo seus móveis, perdendo a valorização do imóvel, e cada dia, cada chuva piora a situação de todos po lá. 

Colaborador ZN no enviou Rogerio.

Leia mais...

a Areia Branca. O local já não esta bonito...com problemas, calor etc...até que seja entregue a nova.
Agora vem um ( certamente da área) e rouba as cadeiras de plástico brancas para que as pessoas possam serem atendidas.
É muita sacanagem. Espero que a mãe desse infeliz não precise ir nesse local, se bem que acho que um tipo desse já não liga pra nada.

Leia mais...