Outubro 16, 2021

Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Zona Noroeste

Zona Noroeste

Se você apareceu nesta matéria e quer o direito de resposta entre em contato no email santos@zonanoroeste.com.br

 

O Complexo Hospitalar da Zona Noroeste deverá se tornar referência de pediatria na Cidade, acolhendo crianças de todos os bairros, e ainda terá sua estrutura ampliada e modernizada. A Prefeitura já iniciou estudos para dotar o equipamento de UTI Pediátrica; mais leitos para Psiquiatria e para UTI Geral, com serviço de terapia renal beira-leito (para alguns casos de insuficiência renal); qualificação de leitos de cirurgia vascular e ampliação do atendimento da maternidade, além de climatização de todas as instalações.

O anúncio foi feito pelo prefeito Rogério Santos na tarde desta terça-feira (12), na comemoração dos 25 anos do complexo, com festa que incluiu brincadeiras para a criançada e serviços de saúde para a população, na Praça Bruno Barbosa (Castelo). 

Após anunciar as novidades, o prefeito elogiou a adesão maciça dos santistas à vacina contra a covid-19 e enalteceu o papel dos profissionais da área da Saúde no enfrentamento da pandemia. 

“Vocês foram um exemplo de determinação, colocando a saúde da população em primeiro lugar”, afirmou, adiantando que o hospital receberá R$ 500 mil para obras de melhoria e ampliação, via emenda destinada pela vereadora Audrey Kleys. 

A festa na rua teve doces, coro de parabéns, música com Léo Neves & Banda, e muita, muita animação. Personagens caracterizadas de Branca de Neve, Chapeuzinho Vermelho, Moana e a Bela (sem a Fera) também apareceram para a alegria das meninas, que pediam selfies e posaram para inúmeras fotos. Bruno Levy Ferreira, de dois anos e nove meses, não aguentou tanta farra; dormiu no carrinho agarrado a um saco de balas e guloseimas para ninguém pegar. “Ele brincou demais e comeu de tudo”, disse a mãe Dafne, que nem sabia da festa e parou no caminho da casa da avó para Bruno e o irmão Murilo, de 12, se divertirem.

           

CUIDADOS

O público também pôde cuidar da saúde, com serviços oferecidos sob  tendas instaladas na praça por estudantes do 3º ano de enfermagem da Unilus: 46 pessoas fizeram teste para a covid-19, 40 para HIV e sífilis, e 75 avaliaram a pressão arterial, registrando 22 com alteração – elas foram orientadas a procurar um médico para início do tratamento, de acordo com a enfermeira Maria Antonieta Martinho, professora da Unilus.

Trinta e sete moradores, inclusive crianças, fizeram teste de visão, oito dos quais foram encaminhados para avaliação do oftalmologista Fábio Suga, que referenciou seis para a Casa da Visão e dois para o Ambulatório de Especialidades da Prefeitura. A avaliação bucal envolveu 73 pessoas, que receberam da equipe coordenada pela dentista Elisa Belloto kit com escova, creme e fio dental. Também estavam disponíveis agendamento para colocação da Dispositivo Intrauterino (DIU) e equipe para orientar massagem cardíaca.

 

EVOLUÇÃO

O Complexo Hospitalar da Zona Noroeste foi inaugurado em 12 de outubro de 1996, com o nome de Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara, mas as atividades do hospital não começaram naquele ano. As adequações necessárias, de acordo com as normativas do Ministério da Saúde, a aquisição de equipamentos e mobiliários e a admissão de profissionais de saúde aconteceu em 1997, ano em que foi reinaugurado com o nome de Hospital Municipal Dr. Arthur Domingues Pinto. 

A unidade passou então a receber pacientes oriundos dos então prontos-socorros Central, da Zona Leste e da Zona Noroeste. Posteriormente, foi agregado ao hospital o serviço de atendimento de bucomaxilofacial, oferecendo cirurgias de pequena e média complexidades.

O centro cirúrgico teve um período relevante, com o início de mutirões para cirurgias oftalmológicas, vasculares, de hérnia e extração de nódulos e pintas para prevenção do câncer, sendo o Hospital Dr. Arthur Domingues Pinto o primeiro hospital da Baixada Santista a adotar a SAE (Sistematização da Assistência de Enfermagem).

Com a reforma de 2005, a unidade passou a contar com uma unidade de Pronto-Socorro Adulto e Pronto-Socorro Infantil, realizando cerca de 500 a 700 atendimentos/dia. Dois anos depois, a Maternidade Silvério Fontes foi para lá transferida, oferecendo assistência ainda maior para os moradores da região, com a implantação de 19 leitos de maternidade e uma UTI neonatal de 5 leitos, realizando cerca de 200 partos/mês. Dessa forma, a unidade de saúde passa a ser denominada Complexo Hospitalar da Zona Noroeste.

Com a inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Zona Noroeste, em 2019, o Pronto-Socorro Adulto e Infantil é desativado. No espaço, foram criados novos leitos de internação e 2 UTIs Adulto para o enfrentamento da covid-19, passando de 67 para 104 leitos de internação. Atualmente, o Complexo Hospitalar da Zona Noroeste possui pronto atendimento ginecológico e obstétrico, maternidade, realiza internação psiquiátrica (urgência),  clínica geral e pediátrica, e possui leitos de UTI adulto e neonatal.

O complexo realiza cirurgias ginecológicas, pediátricas, bucomaxilofacial, vascular e geral e abriga ainda a Central Municipal de Curativos,  ambulatório de vascular e realiza ultrassonografia, radiografa, testes em recém-nascidos, hemotransfusão, coleta de líquor e gasometria arterial e venosa e aplicação de soro antirrábico.

A Gruta de Santa Sara Kali, na Lagoa da Saudade (Morro Nova Cintra), está sendo revitalizada desde setembro. A capela, em homenagem à padroeira do povo cigano, ganhará uma nova estrutura, iluminação e acessibilidade. A entrega está prevista para o mês que vem.

 

A antiga capela, inaugurada em 2006, será demolida, dando espaço a uma nova estrutura com 2,5m de altura, possibilitando a entrada de fieis para homenagear a santa. Além da nova iluminação em LED, o local também ganhará um passeio em concreto em formato de rampa, levando até a imagem de Santa Sara Kali, que estará protegida por um vidro temperado.

 

Atualmente, a capela conta com uma pequena gruta de um metro de altura, onde está abrigada a imagem de Santa Sara Kali, acessada por meio de degraus. A nova estrutura oferecerá cobertura aos visitantes, protegendo-os do sol e da chuva, além de ter sido construída na parte mais baixa do terreno, possibilitando o acesso de cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida.

 

"Como toda a Lagoa da Saudade passou por revitalização, houve necessidade também de a gruta passar por uma reforma. É a primeira capela do Brasil em homenagem a essa santa, que significa tanto para a comunidade cigana de Santos", explicou o subprefeito dos Morros, Leandro Vasconcelos. A revitalização está sendo realizada pela Secretaria Municipal de Serviços Públicos.

 

A SANTA

Além de padroeira do povo cigano, Santa Sara também é protetora das mulheres que não conseguem engravidar, dos desesperados, dos ofendidos e dos desamparados

Dois filhotes de cabritinhos foram encontrados sem cabeça na praça da Av. Jovino de Melo, no Bom Retiro.
Os animaizinhos foram jogados por uma pessoa dentro de um carro prata. Os animais mortos decaptados, estavam dentro de um saco plásticos onde urubús abriram e espalhou os dois cabritinhos.
Ainda não sabemos a verdadeira causa, mas será investigado pela Polícia, pelas câmeras de monitoramento.
Decaptar animais é crime, e os responsáveis serão punidos.

A Guarda Civil Municipal de Santos iniciou nesta semana um treinamento para porte de arma de fogo. A capacitação, que segue até o final do ano, permitirá que um total de 100 agentes estejam prontos para utilizar o armamento institucional. O uso desse dispositivo no Município foi autorizado em lei (1.061), em 30 de outubro de 2019.

A primeira turma, com 35 integrantes, recebeu instruções nesta semana, em Guarujá, município com o qual a Secretaria de Segurança de Santos estabeleceu acordo de cooperação técnica.  O treinamento, que cumpre critérios estabelecidos por meio de um convênio com a Polícia Federal, terá duração de duas semanas, com carga horária de 160 horas, distribuídas entre aulas teóricas, que irão até o dia 15. 

Do dia 18 até o próximo dia 22, acontecem as aulas práticas, nas quais os guardas civis vão conhecer os procedimentos de montagem e desmontagem das armas.  No último dia de instrução, os agentes passarão pelos exercícios práticos e avaliação de tiro. Assim que todo este processo for concluído, a corporação receberá da Polícia Federal a autorização para o porte.

Antes das aulas teóricas, em agosto, os agentes passaram por avaliação psicológica, o que também é uma exigência da lei municipal. 

Na aula inaugural desta sexta-feira (8), os agentes tiveram conhecimento sobre o manuseio de arma de fogo, além de noções de legislação referente às regras de segurança e as exigências de posse e uso de armamento.

 

PRIMEIRA MULHER

 

A Inspetora-chefe da GCM em Santos, Benedita Lopes Araújo, 36 anos de corporação, é a primeira mulher a participar do curso. “Estou numa expectativa muito grande, pois acompanhei a evolução da corporação ao longo desses anos. Este curso irá engrandecer ainda mais a instituição da Guarda Municipal”, disse

Iniciada em agosto, a primeira obra de comporta, canal e estação elevatória vinculada ao Programa Santos Novos Tempos (EEC7), que irá proteger a Zona Noroeste contra alagamentos, progride com a cravação de estacas para a fundação. O sistema vai complementar as intervenções de engenharia de macrodrenagem da bacia da Avenida Haroldo de Camargo e deverá ficar pronto em 24 meses.

A fundação da obra é feita com estacas-prancha, indicadas para solos moles e cravadas a uma profundidade de 50 metros. “Ao mesmo tempo, está sendo construída a mureta da parede de diafragma”, diz a secretária de Infraestrutura e Edificações, engenheira Larissa Oliveira Cordeiro. “A parede de diafragma é um método de engenharia de fundações para estabilizar a cavidade da obra e equilibrar a pressão causada pelas águas subterrâneas, o lençol freático”.

No total, o programa de macrodrenagem Santos Novos Tempos prevê a instalação de 14 sistemas de comportas e 13 estações elevatórias até 2028 para evitar alagamentos por marés mais altas e chuvas intensas nas áreas que estão abaixo destes níveis. Trata-se de um plano multidisciplinar que inclui iniciativas nas áreas habitacional, viária e social, para beneficiar, diretamente, cerca de 120 mil moradores de 12 bairros da Zona Noroeste e entorno.

 

Sistema vai funcionar como proteção contra alagamentos

Em caso de chuva fraca coincidente com maré baixa, as comportas permanecerão abertas e a água fluirá, por gravidade, para o Rio dos Bugres. Com maré baixa e chuva forte, parte da água poderá ser retida pelas comportas.

Na junção de chuva fraca e maré alta, as comportas serão fechadas e a água ficará armazenada no reservatório de acumulação, com capacidade para 4,250 milhões de litros (o correspondente a três piscinas olímpicas). Neste caso, as bombas retirarão gradativamente a água retida, lançando-a no rio.

Em situações de chuva forte e maré alta, as comportas permanecerão fechadas, com todas as bombas funcionando ao mesmo tempo para lançar o volume de água represada no Rio dos Bugres.

 

Dispositivo terá cestos e grades para reter resíduos sólidos

Para conter todo o lixo que é levado com a chuva, o que provoca entupimentos no sistema e danos ambientais, a estação elevatória contará com um dispositivo no canal de deságue. Serão implantados cestos e grades para reter o lixo, em ambos os lados das comportas, todos em aço inox 316L (aço cirúrgico), que não enferruja, garantindo a durabilidade por mais de cem anos.

A estação elevatória está sendo construída em parte do mangue que já foi aterrada com recursos de empréstimo do Banco Mundial. Terá três bombas de sucção de 2m³ por segundo cada, com vazão total de 6m³ por segundo, a diesel, para funcionar mesmo durante as tempestades. Isso significa que a cada segundo, o volume de seis caixas d’água de mil litros serão sugadas pelas bombas, capazes de encher uma piscina olímpica em apenas cinco minutos.

 

Projeto revisado garante custo menor com segurança e qualidade

Os projetos da comporta, canal e estação elevatória Haroldo de Camargo foram atualizados, o que permitiu o aperfeiçoamento das tecnologias adotadas, com redução das técnicas construtivas empregadas e diminuição do tempo de obra. Tudo isso resultou em uma obra com custo mais baixo e com segurança técnica e durabilidade igual ou superior, segundo informação do engenheiro Marcio Lara, gerente do Programa Santos Novos Tempos.

Na implantação desse sistema contra enchentes são investidos R$ 37,5 milhões, dos quais R$ 22 milhões são recursos de empréstimo do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), liberados pelo Programa Avançar Cidades, em parceria com a Caixa Federal. O restante, R$ 15,5 milhões, é contrapartida do orçamento municipal. Os trabalhos são executados pela Terracom, empresa vencedora da licitação

O Complexo Hospitalar da Zona Noroeste (Praça Agamenon Magalhães s/nº – Castelo) está com agendamento aberto para 150 vagas de ultrassom de mamas, exame utilizado para a identificação de nódulos. Qualquer moradora de Santos pode realizar o agendamento pelo telefone (13) 3209-8006. Não há necessidade de encaminhamento médico.

 O exame será realizado todas as terças e sextas-feiras do mês de outubro. Às terças, no período da manhã e às sextas, à tarde. O laudo médico é emitido no mesmo dia. Se o resultado apontar a presença de nódulo, a paciente é encaminhada para a policlínica de referência do local de moradia para que possa dar prosseguimento à investigação do caso.

 

 

Colocação de DIU

 

Em 12 de outubro, das 13 às 17 horas, durante a festa de aniversário do Complexo Hospitalar da Zona Noroeste, estarão abertas as inscrições para a colocação de dispositivo intrauterino (DIU) de cobre. São dez vagas disponíveis.

 

Qualquer interessada pode procurar pelo serviço, mas será realizada uma triagem com o objetivo de verificar se está apta para utilizar este tipo de método contraceptivo. Dentre os requisitos, é necessário estar em dia com os exames ginecológicos.

Após solicitação da nossa seguidora em nosso Grupo de Whatsap da Página da ZN. Conseguimos solicitar a limpeza do Bueiro na Rua Hugo Maia, Rádio Clube, próximo a policlínica.
A Regional da ZN foi imediatamente no local realizar o serviço.
Uma adolescente de 15 anos com fortes dores abdominais esperou por 1;20 minutos pelo SAMU.
Ligou de volta, e disseram que o endereço estaria errado, que já estariam "indo".
A mãe aguardou por mais 40 minutos no total de 2 horas e nada do SAMU. A mãe recorreu ao vizinho para levar ao UPA.
A paciente ainda necessita de atenção médica, foi medicada e liberada, aguardando resultados dos exames. Lamentável.

Fundador da Anvisa, Vecina Neto diz que festa nas ruas poderia desencadear uma "4ª onda violentíssima de covid-19"

 

O sanitarista Gonzalo Vecina Neto, um dos fundadores da Anvisa, não acredita que seja possível realizar o Carnaval de rua em 2022. Para o médico, o país ainda não está preparado para uma aglomeração desse porte, ainda mais sob a sombra da variante delta, mesmo após as declarações otimistas do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, sobre a organização do evento.

 

Através de sua conta oficial no Twitter, o Facebook confirmou a queda global. "Estamos cientes de que algumas pessoas estão tendo problemas para acessar nossos aplicativos e produtos. Estamos trabalhando para voltar ao normal o mais rápido possível e pedimos desculpas por qualquer inconveniente", disse a empresa.


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/zonanoroeste/www/templates/ts_news247/html/com_k2/templates/default/user.php on line 269
Página 1 de 25
Copyright 2021 © Rua Professor Lúcio Martins Rodrigues, 10 - Altos, Jardim Castelo - Santos/SP Te.: 13 - 3301-7295 / 997860297 / 7812-0297 / 105*1278 - Santos@zonanoroeste.com.br

Please publish modules in offcanvas position.